A exclusão das mulheres afrodescendentes na América Latina

Governo negocia doses, mas vacinação contra varíola dos macacos deve ser restrita
26 de julho de 2022
‘Big techs’ criam acordo para autorregulação contra conteúdo nocivo na Nova Zelândia
26 de julho de 2022
O dia 25 de julho de cada ano é comemorado o Dia Internacional da Mulher Afro-Latino-Americana, Afro-Caribenha e da Diáspora. Nesta data em 1992, na República Dominicana, cem mulheres afrodescendentes da América Latina realizaram sua primeira reunião regional em protesto contra o movimento feminista branco que as excluía de seus eventos. Foi lá que foi formada a Rede de Mulheres Afro-Latino-Americanas, Afro-Caribenhas e da Diáspora (Redmaad), que hoje completa 30 anos.
Leia mais (07/25/2022 – 18h00)

Os comentários estão encerrados.