Bruno chegou a revidar após primeiro tiro e arma não foi encontrada, diz PF

Os grandes erros dos antiglobalizadores
22 de junho de 2022
Meta vai pagar multa por algoritmo discriminatório
22 de junho de 2022
O superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Eduardo Fontes, disse que os relatos colhidos nas investigações indicam que o indigenista Bruno Pereira chegou a realizar cinco disparos após ser atingido pelo primeiro tiro.
Leia mais (06/21/2022 – 23h34)

Os comentários estão encerrados.