Ciência e turismo lado a lado na Chapada Diamantina

Caramujo gigante que pode transmitir doença vira ameaça na Flórida
28 de julho de 2022
Lembranças espaciais de astronauta da Apollo 11 são vendidas por mais de US$ 8 mi
28 de julho de 2022
Quem for à Chapada Diamantina, na Bahia, e perguntar qual de suas incontáveis cachoeiras é a mais bonita, ouvirá muitas vezes a mesma resposta: Buracão. Parte do deslumbre se deve à experiência de chegar lá. São 3 km de trilha, e os 100 metros finais são percorridos a nado, entre cânions suntuosos. Ao fazer a curva do rio, o visitante se depara com os 85 metros de queda d?água. Poucos tinham esse privilégio até o fim dos anos 1990, quando a comunidade local lutou pela abertura da cachoeira a visitantes. Agora, o engajamento da sociedade na atividade turística promete se intensificar, graças a novas propostas de geoparques na região.
Leia mais (07/27/2022 – 07h04)

Os comentários estão encerrados.