‘Ficava sem comida, sem água e apanhando’, diz mulher mantida em cativeiro por 17 anos no RJ

Bandidos explodem agência bancária e fazem reféns no Pará
31 de julho de 2022
Cidade de São Paulo tem quase 4.000 crianças e adolescentes nas ruas
31 de julho de 2022
“[A gente] ficava sem comida, sem água e apanhando… Meus filhos, também amarrados, apanhavam de fios e [ele] enforcava a gente também”, relatou Edna, 40, sobre os maus-tratos sofridos durante os 17 anos em que foi mantida com os dois filhos em cárcere privado numa casa insalubre no bairro Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro.
Leia mais (07/30/2022 – 18h41)

Os comentários estão encerrados.