Manuela d’Ávila diz que deixa eleição por rotina de ataques e desunião da esquerda

STF convoca professores universitários para ajudar no combate à desinformação
18 de junho de 2022
Bianca Bin comemora sua primeira protagonista no cinema
18 de junho de 2022
A ex-deputada federal Manuela d’Ávila (PC do B) diz que, sendo candidata ou não, os ataques a ela e à sua família são permanentes e que sua decisão de não disputar cargo neste ano resulta de uma combinação: as ameaças e a desunião da esquerda no Rio Grande do Sul.
Leia mais (06/17/2022 – 23h15)

Os comentários estão encerrados.