A fé possível

A união do jornalismo em um universo de desinformação
16 de julho de 2021
Médico do RS é investigado sob suspeita de abuso sexual de mais de 50 vítimas
16 de julho de 2021
No pior dia da minha infecção pela Covid, prometi levar rosas brancas e acender velas para santa Rita. Como acho bastante improvável acreditar em Deus e em santos, escolhi justamente a padroeira das causas impossíveis e foquei toda a minha fé nela (todo o desespero que me faz, uma ou duas vezes por ano, pedir favores). Minha falecida e saudosa avó materna e minha vivíssima e saudosa mãe (ela não fala comigo há 11 dias porque exponho toda a família em meus livros e podcasts) sempre tiveram, em seus quartos, imagens da santa Rita. Como não acreditar no que somos ensinados a amar desde pequenos?
Leia mais (07/15/2021 – 20h14)

Os comentários estão encerrados.