Bolsonaro tira férias do golpe para também arrumar pacotes eleitoreiros

Passaporte da vacina é o mínimo para retomar atividades
15 de setembro de 2021
Brincando de cubo na 3ª Via
15 de setembro de 2021
Jair Bolsonaro tirou uns dias de férias de sua ocupação principal, que é fazer campanha de reeleição e de golpe. Talvez um dos motivos da folga, do “recuo”, seja a necessidade de fazer arranjos para 2022, gambiarras fiscais e econômicas que o ajudem a conseguir uns pontos extras de popularidade. Não vai ser fácil, mesmo com mutreta orçamentária ou maluquice fiscal com apoio do ministério da Economia.
Leia mais (09/14/2021 – 21h50)

Os comentários estão encerrados.