Rogério Caboclo recorre ao STJD para voltar ao comando da CBF

Copa América falha em transparência sobre casos de Covid, afirmam pesquisadores
9 de julho de 2021
Seleção brasileira é o setor da CBF que funciona
9 de julho de 2021
Os advogados do presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rogério Cabloco, afastado do cargo após denúncia de assédio sexual e moral, entraram nesta quinta (8) no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) com um pedido de mandado de garantia contra a decisão da Comissão de Ética da entidade, que suspendeu o dirigente até setembro.
Leia mais (07/08/2021 – 18h23)

Os comentários estão encerrados.