Conectado por
Rondônia, quinta, 29 de fevereiro de 2024.

Entretenimento

A farsa da Eurodance que enganou a todos numa época da boa música

Compartilhe:

A Eurodance foi um dos gêneros musicais mais populares dos anos 90, e muitas pessoas se lembram com nostalgia dos hits cativantes que tocavam nas rádios e nas pistas de dança da época. No entanto, o que muitos fãs da Eurodance não sabiam era que, em muitos casos, os artistas que eles estavam ouvindo não eram quem eles pareciam ser.

Na era pré-internet, era muito mais fácil para as gravadoras e produtores musicais enganar o público sobre a identidade dos artistas. Muitas vezes, eles criavam grupos fictícios com nomes e fotos inventados, contratando cantores e músicos para gravar as músicas e fazer as apresentações ao vivo.

Um exemplo notável disso foi o grupo alemão Milli Vanilli, que se tornou um sucesso mundial em 1988 com o álbum “Girl You Know It’s True”. O grupo parecia perfeito – dois homens bonitos e carismáticos com ótimas vozes e movimentos de dança impressionantes. No entanto, descobriu-se que eles não cantavam as músicas que estavam sendo apresentadas ao vivo e nos vídeos musicais. Eles foram forçados a devolver seu prêmio Grammy e sua carreira foi destruída pela fraude.

Outro exemplo foi o grupo francês Technotronic, que teve vários sucessos de Eurodance na década de 90. Eles usavam uma modelo americana chamada Felly como vocalista e apresentavam-na nos clipes de música, mas a verdadeira cantora era Ya Kid K, uma rapper belga que nunca aparecia em público com o grupo.

Ainda há muitos outros exemplos de artistas de Eurodance que não eram quem eles pareciam ser. No entanto, é importante notar que a Eurodance não era a única parte da indústria da música que fazia isso. Muitos outros gêneros musicais também tinham artistas “fantasmas” ou “farsantes” que enganavam o público.

Em resumo, a Eurodance foi um gênero musical popular dos anos 90, mas muitos dos artistas que os fãs pensavam que estavam ouvindo eram, na verdade, farsas criadas por produtores e gravadoras. Embora a prática de enganar o público sobre a identidade dos artistas tenha sido amplamente condenada, é importante lembrar que isso não era exclusivo da Eurodance e ocorreu em outros gêneros musicais também.

Publicidade INSTALE O APP DA DJ90.COM.BR