Reajuste negativo eleva pressão sobre mercado de planos de saúde

Primeira negra diretora da IFI defende equilíbrio fiscal com melhora de políticas sociais
9 de julho de 2021
Ser produtivo no trabalho enquanto enfrentamos os lutos da pandemia
9 de julho de 2021
A determinação de um reajuste negativo anunciada pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) nesta quinta (8) para os planos de saúde individuais e familiares vai aumentar a pressão para que os planos coletivos também segurem os preços, segundo as previsões de altos executivos do setor. Atualmente, o órgão não tem controle sobre os valores cobrados nos coletivos, que representam mais de 80% do mercado, mas há receio nas empresas de que a regulação avance sobre a categoria.
Leia mais (07/08/2021 – 23h16)

Os comentários estão encerrados.