Sob críticas por viés racial, reconhecimento facial chega a 20 estados

Sem jogos de soma zero
10 de julho de 2021
Ministério Público denuncia mãe por iniciar a filha no candomblé
10 de julho de 2021
Alguns segundos é tempo suficiente para que um algortimo de reconhecimento facial reconheça uma pessoa, correlacionando seu rosto com milhões de faces de um banco de dados. Caso seja procurada pela Justiça, a pessoa pode ser abordada pela polícia dentro de alguns minutos. Se for muito parecida com uma, também.
Leia mais (07/09/2021 – 23h15)

Os comentários estão encerrados.